Principais tendências do mercado imobiliário para 2022

Hoje, vamos direto ao ponto. O intuito deste artigo é mostrar as tendências do mercado imobiliário em 2022. Como recordar é viver, também vamos relembrar o que ocorreu em 2021 no setor. Sempre uma opção segura de investimento e com ótimo retorno, o setor imobiliário não decepcionou no ano passado.

E em 2022, será que vai ser assim? A resposta está no decorrer do artigo, seguida pelas tendências para o setor neste ano. Siga a leitura e faça seu investimento em imóveis com mais confiança!

 

Como foi 2021 para o mercado imobiliário?

Desde 2020, quando a Covid-19 chegou ao Brasil, havia o temor de que o mercado imobiliário teria problemas. Mas, contrariando os pessimistas e surpreendendo até os mais otimistas, o setor se destacou em 2021.

O ano começou com expectativa lá em cima por causa do início da vacinação no país e porque os juros estavam lá em baixo. Nesse contexto, o melhor desempenho do setor foi justamente nos primeiros meses do ano.

Segundo números da CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção), 188 mil unidades foram vendidas, em todo o Brasil, de janeiro a outubro de 2021. Foram 22,5% vendas a mais no comparativo com o mesmo período de 2020. Os dados estão em reportagem do El País.

A crise sanitária, que ainda produz reflexos negativos, sobretudo na renda das famílias, prejudicou um pouco os resultados no último trimestre de 2021. Ainda assim, o setor imobiliário mostrou-se resiliente, deu a volta por cima e teve desempenho superior a 2020.

 

Tecnologias facilitadoras

A tecnologia foi uma das grandes aliadas para o setor imobiliário conseguir se manter em 2021. Sem as novas ferramentas e a possibilidade de as empresas continuarem as obras talvez os números não fossem tão expressivos.

Não restam dúvidas de que o setor imobiliário é um dos motores de crescimento da economia no Brasil. Considerando que a Selic ainda não chegou aos dois dígitos, neste início de 2022, e que a tendência é de desaceleração da inflação, o setor de imóveis vai seguir apresentando bons números.

Vale lembrar que, entre junho de 2020 e junho de 2021, o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) teve alta de 17%. Esse aumento tende a refletir no preço dos imóveis um tempo depois. Ou seja, enquanto os preços não são corrigidos para cima, pode ser interessante buscar, agora, as boas oportunidades para investir em imóveis.

 

Principais tendências do mercado imobiliário em 2022

Boa localização sempre foi importante na busca por imóvel. Mas não chega a figurar entre as tendências do mercado imobiliário pós-pandemia.

Nem as eleições, que costumam gerar instabilidade, nem a inflação global serão capazes de conter o ímpeto do mercado imobiliário em 2022. E a expectativa é de que o setor fique ainda mais aquecido nos próximos anos.

Veja, a seguir, as tendências para o mercado imobiliário em 2022. Elas serão as responsáveis por manter o segmento tão ou mais forte do que em 2021.

 

Imóveis residenciais maiores

Segundo reportagem publicada no site da CNN Brasil, 7 em cada 10 brasileiros estão satisfeitos no home office. Os números são de um levantamento da FEA-USP (Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo) em parceria com a FIA (Fundação Instituto de Administração).

Sabe aquela busca comum de casa perto do trabalho? Deixou de ser uma preocupação. O que os moradores querem – e precisam – é de espaço para viver bem e um cantinho para o trabalho remoto. Tudo isso sem tirar o conforto de ninguém em casa.

Como as pessoas precisam ficar mais tempo na residência, também aumentou a busca por casas e apartamentos completos em termos de lazer. Os clientes estarão em busca de apartamentos mais amplos ou ao menos com espaços bem divididos.

O imóvel deve ter local para descanso, para atividades físicas, alimentação, banho e, claro, para o trabalho. Por isso, entre as grandes tendências do mercado imobiliário para 2022 estão os imóveis que permitem a união casa e trabalho, com fácil acesso ao lazer.

Quanto mais opções as pessoas tiverem no condomínio, melhor. Se tiver regalias como rooftop, pet place e spa, perfeito. Esses são diferenciais que podem convergir com os interesses das pessoas que buscarão imóveis em 2022.

 

Escritórios também maiores e mais humanos 

A busca por imóveis mais espaçosos será uma tendência tanto das famílias, quanto das empresas em 2022. Elas também vão precisar de espaços maiores e melhores.

Para que os funcionários sintam vontade de sair do home office, ou aceitem o modelo híbrido, os escritórios terão que ser mais agradáveis.

Já é uma realidade no mercado imobiliário o aumento na demanda por imóveis comerciais de alto padrão e diferenciais como áreas verdes, ou salas de descompressão.

 

Preocupação com o meio ambiente

Outra tendência do mercado imobiliário hoje é a preocupação com o meio ambiente. 

Esse tema vinha ganhando força nos últimos anos e deve seguir importante em 2022. O impacto no setor imobiliário acontece no aumento dos projetos sustentáveis, principalmente aqueles que utilizam energias limpas e renováveis.

Também em função da preocupação com o meio ambiente a tendência é de crescimento por locais com espaços verdes. As ideias criativas e sustentáveis, como recursos para reaproveitar água da chuva, estarão em voga.

O mesmo vale para a aceitação à cultura do compartilhamento. Soluções como bicicletas compartilhadas no condomínio tendem a agradar clientes preocupados com o meio ambiente. Também serão bem-vindas para aqueles que pretendem deixar mais o carro na garagem.

 

Tecnologias auxiliando a busca por imóveis

Importante em 2021, mais forte ainda em 2022. Agora que as pessoas descobriram as facilidades da tecnologia no setor imobiliário, ela tende a ser ainda mais relevante. Entre as tendências do mercado imobiliário em 2022, o uso de tecnologia é um dos mais significativos.

O mesmo isolamento social que nos legou o home office, os deliverys e a telemedicina trouxe inovações ao setor imobiliário. A tecnologia vai atravessar, em diversas frentes, a forma como compramos e vendemos imóveis em 2022.

As empresas tradicionais devem acompanhar esse movimento para conseguir expandir suas possibilidades. Isso porque as plataformas digitais estão cada vez mais completas em recursos.

Elas estão facilitando a venda, o aluguel e diminuindo burocracias, por exemplo. Sua principal vantagem é a otimização, que leva a mais contratos fechados em menos tempo.

Na esteira da tendência por tecnologia para 2022 vêm os imóveis que investem em automação. Além de otimizar a rotina, oferecem segurança e praticidade aos moradores.

Entre os queridinhos, aqueles com ações inteligentes para o dia a dia, como abrir e fechar cortinas, ligar e desligar aparelhos, ou acender e apagar luzes.

 

Selic em tendência de alta

Comprar imóveis nos primeiros meses pode ser melhor do que deixar para o fim do ano. Isso porque outra das tendências do mercado imobiliário em 2022 é o crescimento da taxa Selic.

Atualmente em 9,25%, a Selic é a taxa básica de juros no Brasil. Ou seja, ela orienta todos os juros no país. Quanto mais alta a Selic, mais alto o juro para o crédito do financiamento imobiliário.

Atualizada a cada 45 dias pelo Banco Central, a Selic deve fechar o ano em dois dígitos tranquilamente, de acordo com os analistas do mercado financeiro.

Mocinha em 2021, a Selic pode ser vilã em 2022. Mas esse impacto deve ser mais forte apenas no final do ano, não no primeiro semestre.

 

As melhores oportunidades em 2022

A necessidade do isolamento social da pandemia fez as pessoas ficarem mais tempo em casa. Essa mudança de hábito refletiu na forma como as pessoas interagem com o lugar onde vivem.

Satisfeitos com o home office, os trabalhadores estão em busca de imóveis mais espaçosos para ter um home office digno. Já os imóveis comerciais também precisam do alto padrão para que os escritórios chamem a atenção dos colaboradores.

Assim, as tendências do mercado imobiliário em 2022 se solidificam. Algumas aceleradas pela pandemia, outras inerentes ao setor, como a amarração com a taxa Selic.

Se você está planejando investir em imóveis, precisa saber onde estão as melhores oportunidades. A Construtora MTF têm empreendimentos que acompanham as tendências do mercado imobiliário em 2022.

Depois de sucessos como Plaza de Palmas e Spazio Di Palmas, em Governador Celso Ramos, a construtora tem uma última unidade do Palmas Premier.

Em Biguaçu, a MTF possui o lançamento do maior empreendimento residencial e comercial da Grande Florianópolis, o MHaus. Aqui, você pode morar, se divertir e trabalhar no mesmo lugar, com o máximo conforto.

Gostou de conhecer as tendências do mercado imobiliário para 2022? Siga navegando no blog da MTF para acompanhar mais novidades do setor. Até a próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *