5 dicas para planejar a reforma do seu imóvel

Reforma não precisa ser sinônimo de dor de cabeça, afinal, toda obra surge para dar espaço a algo melhor. Se você está prestes a reformar um imóvel e ainda não sabe por onde começar, pegue papel e caneta para anotar as dicas que vamos deixar aqui embaixo:

 

  • 1 – Faça uma planilha de custos e um cronograma de obra

A lição número um da reforma é: tudo precisa ser planejado! A planilha de custos contribui para ter um bom panorama da obra, e principalmente ajuda você a não extrapolar o limite de gastos previstos. Algo que pode acontecer quando não fazemos acompanhamento de custos é o seu dinheiro acabar antes da conclusão, ou mesmo você terminar a obra e ver que gastou muito mais do que imaginava. Já escutou isso algumas vezes, não é?!

Planilha feita, vamos para outra parte essencial: cronograma da obra! O melhor da reforma no imóvel é quando ela acaba, certo? Para acalmar os ânimos e garantir que tudo caminhe no tempo certo, você deve ter seu cronograma de obra. Ele vai servir tanto para você acompanhar, quanto para guiar os profissionais que estão trabalhando no dia a dia. A dica é montar esse calendário com a ajuda do arquiteto ou engenheiro responsável, pessoas da área que vão conseguir estipular um tempo real para que cada etapa seja concluída.

 

  • 2 – Tenha em mãos a planta do imóvel e verifique se a prefeitura vai exigir alvará para a reforma

Você não pode iniciar uma reforma sem a planta do imóvel. Conhecer a estrutura e instalações é imprescindível para evitar vazamentos, infiltrações, rachaduras e outros problemas maiores. Principalmente se a reforma for em um apartamento. Dependendo do tipo de mudança, você pode acabar afetando a estrutura do prédio inteiro.

Para conseguir esta planta, basta entrar em contato com o síndico do condomínio, com a construtora ou o profissional que projetou o imóvel. Eles poderão disponibilizar os papéis necessários.

Além disso, verifique na prefeitura, ou com profissionais experientes, se você vai precisar de alvará para a sua reforma. Dependendo das mudanças que pretende fazer em seu imóvel, será necessário um alvará emitido pela prefeitura. O alvará garante que sua obra seja finalizada sem interrupções. Quando uma reforma é executada sem o alvará da prefeitura, ela poderá ser embargada, ou seja, impedida de continuar. Por questões de segurança e para evitar frustrações futuras, nossa dica é: contrate um arquiteto ou engenheiro experiente para lhe orientar!

 

  • 3 – Contrate um profissional responsável pela obra

Quando a reforma é pequena e consiste em pintar paredes, trocar revestimento, substituir portas e mudanças mais simples, não é necessário a contratação de um responsável pela obra. Porém, quando decidimos ir além e modificar a estrutura do imóvel (quebrando paredes, por exemplo) é essencial que um arquiteto ou engenheiro assine.

Por que estamos dizendo isso? Um profissional experiente que já esteve à frente de outras obras conduzirá melhor tudo que você planejou, fazendo o seu sonho de reforma se tornar mais real, mais seguro e mais econômico.

O melhor é encontrar esse profissional antes mesmo de concluir a planilha de gastos e o cronograma da obra. Dessa forma, ele pode te ajudar com o planejamento e, juntos, poderão conduzir uma boa comunicação antes de começar a mão na massa.

 

  • 4 – Pesquise a fundo os fornecedores

Pouco se pensa nisso, mas escolher os fornecedores a dedo é parte importante de uma reforma bem sucedida. Nessa escolha, dois pontos devem ser levados em consideração: qualidade dos produtos e comprometimento do fornecedor.

Se os produtos são ótimos, mas o fornecedor demora para enviar, nunca tem estoque ou manda a quantidade errada: decisão ruim! Se o fornecedor é ótimo, manda tudo certo e no prazo, mas os produtos são de péssima qualidade: decisão pior ainda!

Pesquise antes de escolher os fornecedores, busque avaliações de clientes, consulte seu arquiteto ou engenheiro e visite as instalações nas quais os materiais são vendidos. Atente-se ao fato de que todos os materiais que você optar para a reforma do imóvel vão estar presentes na sua casa por muitos anos.

 

  • 5 – Mantenha a área da reforma organizada

Reforma faz sujeira e bagunça, isso é inevitável! Entretanto, alguns cuidados podem deixar o local da obra o mais organizado possível. Uma dica é desmontar e embalar todos os móveis que possam sujar, quebrar ou atrapalhar. Se possível, guarde tudo em outro cômodo ou alugue locais especializados em armazenamento.

Se quiser evitar pisos quebrados, latas de tintas viradas e materiais perdidos, você pode organizar um cantinho para deixar tudo que não está sendo usado no momento. Evitar o desperdício de materiais é um dos segredos para uma reforma econômica!

 

  • Bônus: duas dicas extras

1 – Acompanhe nas redes sociais perfis sobre casas e apartamentos, muitas inspirações para a reforma podem vir de lá.

Alguns perfis que indicamos: Nosso Apartamento 204, Apartamento 203, Apartamento de Homem, Casa Cobre.

 

2 – Faça um diário de obra! Tire fotos do antes, durante e depois. A família vai adorar rever o processo e o resultado. Além de servir de inspiração para os próximos desafios.

 

Gostou das nossas dicas? Se cadastre na nossa newsletter e continue recebendo nossos conteúdos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *